Você conhece o Facebook Marketplace? Saiba tudo sobre o assunto

A compra e venda de produtos é uma atividade que faz parte do cotidiano do brasileiro. Todos os dias, acontecem negociações em sites como o OLX, Mercado Livre e Enjoei. Você provavelmente já utilizou algum deles, não é mesmo?

Mas e se todas essas transações pudessem ser realizadas por meio da sua rede social favorita? Graças ao Facebook Marketplace, isso já é possível.

Neste artigo, você saberá o que é essa ferramenta e aprenderá a utilizá-la, sem complicações. Continue a leitura do texto e saiba todos os benefícios que esse recurso pode trazer!

Como funciona o Facebook Marketplace?

O mercado de e-commerce no Brasil cresce a cada dia. Com as novas tecnologias, muitas pessoas encontraram nas lojas virtuais e serviços de marketplace um meio para empreender e estabelecer uma renda fixa ou complementar.

De olho nesse fluxo de transações entre usuários, Mark Zuckerberg resolveu investir: criou o Facebook Marketplace. Basicamente, ele tem a função de compra e venda de produtos entre usuários, mas com alguns diferenciais, que serão tratados mais adiante.

facebook marketplace

Foto: Facebook

Como começar a usar o Marketplace do Facebook?

Existem dois tipos de pessoas que podem utilizar o Marketplace do Facebook: as que querem vender e as que querem comprar. Em ambos os casos, os processos são tão simples quanto fazer um post no próprio feed.

Para quem quer investir em vendas de produtos pelo Facebook, um caminho consiste em fazer o login e clicar em “Marketplace”. No desktop, ele está no menu à esquerda, logo abaixo do “Messenger”.

Já no aplicativo móvel, há um ícone de loja centralizado na parte inferior da interface. Você também pode simplesmente entrar diretamente no Marketplace e clicar na aba “+ vender um item” (ou no ícone de etiqueta, caso esteja no mobile).

Depois, siga os passos simples: insira o nome do seu produto, o valor, o local, a categoria e suba algumas imagens do que está sendo vendido. Na sequência, é só clicar em “publicar” e o seu produto estará disponível para os demais usuários.

Para compradores, depois de entrar no Marketplace, será exibida uma lista com os produtos cujos vendedores estão mais próximos. Mas é possível utilizar filtros por categoria, preço e localização (controlando o raio de distância), além, é claro, do mecanismo de busca por palavras-chave.

Super fácil, né? Vale lembrar que o Facebook está implementando o recurso aos poucos, então, ele pode não estar disponível para todos os usuários.

Quais são as principais vantagens do Facebook Marketplace?

Tá legal, mas por que você deveria utilizar o Facebook Marketplace quando já existem outras plataformas semelhantes na internet? É aí que está o X da questão. A seguir, saiba quais são os principais ganhos ao optar pela ferramenta de Zuck.

Rapidez

Você provavelmente já desistiu de uma negociação diante de tantos processos burocráticos para fazer o login. Para se cadastrar em outras plataformas, são muitos os dados solicitados, como nome, e-mail, telefone, informações de local, pagamento etc.

Sem contar que não estamos conectados o tempo todo, apenas em situações específicas. E aí vem a dor de cabeça para recuperar a senha, esquecida devido ao tempo de inutilização. Sejamos sinceros, você está o tempo logado no Facebook. Nesse caso, não há complicações. Em poucos cliques, você pode comprar e vender à vontade.

Alcance

O Facebook tem uma base de mais de 102 milhões de usuários no Brasil, o que equivale à metade da população. Desses, 68% buscam novos produtos. Os brasileiros também são recordistas em tempo gasto nas redes sociais: cerca de 650 horas mensais.

Ora, só pelos números dá para concluir que, se você quer vender algo, precisa estar ali, certo? É como um grande shopping onde é possível encontrar mais de 50% das pessoas do país. Graças a isso, é possível vender um item em pouquíssimo tempo.

Negócios locais

Diferentemente das plataformas citadas no início do texto, o Facebook prioriza os negócios locais. Ou seja, transações entre usuários que estejam próximos. O próprio algoritmo da plataforma privilegia a exibição dos anúncios por adjacências. É possível que o seu vizinho queira negociar com você, evitando custos com frete e tempo de espera.

Lembre-se de que o Facebook também tem diversas informações sobre o usuário: onde mora, locais que frequenta, hábitos e, é claro, preferências de consumo. Tudo isso será avaliado na hora de oferecer os produtos para as pessoas certas.

Integração com o Messenger

A comunicação entre vendedor e comprador é feita por meio de um antigo conhecido dos usuários: o Facebook Messenger. Nele, as pessoas podem oferecer atendimento, negociar valores, esclarecer dúvidas, realizar trocas, fornecer serviços de suporte, entre várias outras funcionalidades.

Pagamento

Talvez a maior vantagem do Facebook Marketplace em relação a outras plataformas seja que ele não fica com um percentual das transações. Tanto que, por enquanto, as negociações ocorrem em ferramentas externas, como Paypal, Pagseguro ou máquinas de cartões de crédito particulares. Ou seja, o Facebook não interfere.

Apesar disso, podemos esperar que a possibilidade de pagamento pela própria rede social possa ser adicionada em breve. Isso porque algumas das principais ferramentas do grupo — o Messenger e o WhatsApp — já estão testando a funcionalidade.

Como aproveitar todo o potencial do Marketplace no Facebook?

Para realizar vendas no Facebook Marketplace, algumas dicas são essenciais. Confira algumas delas a seguir:

Palavra-chave

No campo “O que você está vendendo”, tente se colocar no lugar da pessoa que pode precisar do seu item. Em vez de “veículo aéreo não tripulado guiado à distância ”, é muito provável que ela busque por um “drone”, certo? Então, simplifique!

Fotos

Já dizia o sábio que uma imagem vale mais do que mil palavras. No mundo digital, muitas vezes, as fotos são as principais responsáveis por chamar a atenção do usuário. Capriche e tente variar os ângulos, para que o potencial comprador saiba exatamente do que se trata o produto. E nada de ocultar possíveis falhas, hein!

Descrição

A descrição do produto deve ser breve e honesta. Diga aos usuários as condições do produto, tempo de utilização, motivo da venda e, caso sejam necessários, os documentos de garantia, certificados ou manuais disponíveis.

E então, gostou de saber tudo que o Facebook Marketplace tem a oferecer? Pois saiba que esse é só o começo. Ainda virão várias novidades sobre o recurso por aí.

Quer investir profissionalmente no mercado que mais cresce, consulte nossa equipe comercial e inicie agora mesmo seu projeto de ecommerce: comercial@awake.digital

 

 

Fonte: bling