A Tecnologia auxilia na economia de tempo e traz praticidade para o dia a dia: um novo conceito de consumo

Nos últimos eventos de tecnologia que participei, no mês de agosto, algo me chamou atenção: como os profissionais e estudiosos de áreas distintas mencionam soluções em tecnologia que auxiliam as pessoas a terem mais tempo. Pensar em um produto ou um serviço que proporcione mais tempo durante as 24 horas do nosso dia.

Parece meio louco pensar que há pessoas pensando em multiplicar horas vividas.  Não se trata de nenhuma máquina do tempo ou fórmula mágica que nos dará horas a mais além das 24h que temos. Se trata de soluções, com o uso da tecnologia, que irão nos proporcionar mais tempo com nossos familiares, amigos ou com a gente mesmo, por meio de uma mudança de estratégia de como produtos e serviços serão concebidos e consumidos.

Para ilustrar como ganhar mais tempo e transformar hábitos de consumos focados no sucesso dos usuários, escolhi três segmentos de empresas que estão desenvolvendo soluções tecnológicas focadas em simplificação e economia de tempo: imobiliária, automobilística e a criação de softwares.

Tecnologia no segmento imobiliário

A tendência são imóveis com construções simplificadas, com espaços inteligentes; no caso de imóveis de locação, aplicativos que ajudam a encontrar profissionais para a limpeza do apartamento ou encontrar “concierges”, profissionais responsáveis por atender as necessidades básicas e especiais de inquilinos.

Outra característica desses imóveis são espaços estilo home office com escritórios compartilhados, ou seja, dentro de um mesmo prédio um espaço para se trabalhar com toda estrutura com o compartilhamento de custos por todos os moradores.

Pesquisas de outros mercados estão sendo utilizadas para a concepção desses imóveis e, por isso, espaços em aviões e navios estão sendo estudados para que sejam funcionais, aconchegantes e tenham um design arrojado. Desta forma, não é o metro quadrado que importa mais e sim tempo ao quadrado e isto muda a forma de consumo.

segmento-imobiliario-moderno
Apartamento de 18m²que se transforma em 06 ambientes por meio de automatização. Fonte: Construtora Vitacon.

Tecnologia no segmento automobilístico

Carros desenvolvidos como espaço de relacionamento e não como meios de locomoção. O design interno concebido como uma sala de estar onde os pais poderão brincar com seus filhos durante o percurso para casa. O pai e a mãe brincando com o filho? A pergunta é: mas quem vai dirigir? Robôs.

Os motoristas serão substituídos por robôs que darão mais tempo à família para compartilhar experiências durante o percurso. “As pessoas não querem dirigir, querem ter tempo”, segundo pesquisa realizada pela BMW. Os automóveis serão compartilhados com outras pessoas e isso muda o formato de consumo já que não é a posse do automóvel que vai importar.

segmento-automobilistico-moderno
Interior de um carro do futuro da BMW. Fonte: bmwgroup.com/en/next100/

Tecnologia no segmento de softwares

Na indústria de softwares, da qual faço parte, o conceito de otimização de tempo e simplificação ganham funcionalidades cada vez mais automatizadas com processos desenhados por meio de “big data” de tal forma que facilitem aos usuários informações cada vez mais ágeis e precisas.

Exemplo disso são as funcionalidades do software do Marketplace imobiliário, Fantástiko, que possibilitam aos usuários economia de tempo com soluções automatizadas como: emissão de boletos, envio de remessas financeiras aos bancos e emissão de notas fiscais. Tiago Silva, diretor de tecnologia do Fantástiko, relata que novas funcionalidades automatizadas serão lançadas nos próximos meses com foco em otimização de economia de tempo aos seus clientes, ele ainda frisa: “o conceito de economia de tempo agiliza e simplifica, nossas estratégias de modernização e gestão”.

Além do software, o marketplace também criou um serviço de exibição moderna e atrativa dos imóveis, através do “tour virtual em 360º”. A ideia possibilita a realidade ampliada muito próxima a uma visita real ao imóvel. O usuário conhece o imóvel sem ter que se locomover até ele agilizando a decisão final de compra.  Essas e outras mudanças fazem parte na forma de gerir uma imobiliária Tiago ainda frisa que nos próximos 02 anos o conceito de gestão imobiliária sofrerá as maiores transformações em tecnologia da última década.

 

 

Fonte: Fantastiko