Consumidor está mais confiante em comprar pela Internet, aponta ABComm/TrustedCompany

Os consumidores brasileiros estão mais confiantes em comprar pela Internet. Segundo o Índice de Confiança do E-Consumidor, medido pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) em parceria com a plataforma de avaliações de e-commerce Trusted Company, o ano de 2016 fechou com aumento de 8% em relação ao ano anterior.

No primeiro semestre de 2016, o índice de confiança registrou média de 4,48 pontos, com base em mais de 45 mil avaliações. Já no final do ano, foi registrado um aumento de 72% no volume de avaliações dos e-consumidores sobre mais de 550 lojas virtuais de todo o País, indicando a média de 4,54 pontos. O indicador mostra a satisfação e a confiança dos consumidores com o nível de serviço, atendimento e experiência de compra oferecido pelas lojas virtuais, podendo variar entre 1 e 5 pontos.

O crescimento de 8% de um ano para o outro, caracteriza a mudança do nível ‘bom a muito bom’ para ‘muito bom a excelente’. “Queremos tornar o mercado online cada vez mais confiável e transparente. Através do marketing de recomendação, oferecemos aos consumidores online informações importantes para serem consultadas durante sua trajetória de compra; podendo até influenciar sua decisão de compra”, comenta Barbara Bayer, gerente de Marketing da TrustedCompany. “De fato, 56% dos brasileiros afirmam já serem influenciados por avaliações, comentários e feedbacks durante sua jornada de compra online. (PwC – Total Retail Survey 2016)”, complementa.

Para Mauricio Salvador, presidente da ABComm, o aumento no índice mostra que o consumidor brasileiro está mais maduro e aprendeu a escolher melhor as lojas virtuais que trabalham corretamente. “As lojas virtuais mantiveram a excelência em seus serviços mesmo em datas sazonais como Black Friday e Natal”, diz Salvador.

Sobre o Índice de Confiança do e-Consumidor

Por meio de uma parceria realizada pela ABComm com a TrustedCompany, o indicador é calculado com base nas avaliações de clientes reais das lojas virtuais. O Índice de Confiança do E-Consumidor demonstra a variação na credibilidade do consumidor mês a mês. O índice visa à reforçar valores comuns, como credibilidade, confiança e transparência. Ambas promovem o desenvolvimento do mercado de e-commerce, defendendo os interesses da economia digital e fomentando as melhores práticas.

Fonte “https://www.ecommercebrasil.com.br”